Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Guia de compras: os alimentos frescos | As viagens dos Vs

Para que a organização das refeições semanais seja mais fácil, tenho vindo com a Vera Pereira das Viagens dos Vs, a elaborar algumas dicas que se podem tornar úteis na organização da semana.
Neste último artigo falo dos frescos, sejam eles frutas, vegetais, carne, peixe, iogurtes. Para melhor saberem do que falo leiam:

Guia de compras na secção dos frescos | Mafabulous Cook

Releiam:

Como Organizar as Refeições da Semana

Como organizar a despensa de casa: Lista de essenciais!

E tenham uma boa semana!

Podem ainda encontrar a Vera e as suas viagens no Facebook, no instagram e no blogue claro.

Fiquem atentos ao próximo artigo e todas as sugestões que tenham são bem-vindas.

Mafalda
Mensagens recentes

Semi-frio de iogurte com frutos vermelhos e nozes pecan

Ui!! Prendi-vos? Estão a salivar? Ainda bem era isso mesmo que queria da vossa parte.
Como estão de fim-de-semana, tal como eu, não me vou alongar nas palavras. Este pequeno-almoço faz-se em 5 minutos (se tanto) e vem mesmo a calhar para este tempo semi frio.

O mais “difícil” é fazer a calda. Para tal coloquem numa frigideira frutos vermelhos congelados ou frescos com um bocadinho de água, mel ou agave se quiserem adoçar. Esperem que reduza, ou seja, que fique mais espesso. Está feito.

Depois usem um iogurte natural por pessoa. Coloquem-no numa taça e mexam para ficar cremoso, ponham umas colheradas da calda de frutos vermelhos e as nozes pecan inteiras ou partidas.

Comam devagar e saboreiem esta simples mas deliciosa alternativa para o iogurte “normal”.
Como sempre esta é apenas uma base, mudem os frutos secos, a calda e o iogurte para o que mais gostarem.

Beijos meus e do meu chinesinho mais velho.

Mafalda

Salada de funcho e laranja e o fim-de-semana à porta

Já o conseguem ver? Está mesmo a umas horitas e sexta à tarde já dá para sentir o bom feeling dos próximos dois dias. Esta semana foi mais curta mas mesmo assim é bom estar de fim-de-semana e aproveitar os dias mais calmos (ou nem por isso caso haja desporto, ou festas de aniversário ou outras atividades que fazem de nós – pais - uns excelentes motoristas).

Esta salada é simples e deliciosa e se quiserem sair da rotina ou mesmo impressionar amigos e família têm aqui uma boa sugestão. É nutricionalmente equilibrada especialmente para esta época mais fria: tanto o funcho como a laranja são ricos em vitamina C.

O funcho entrou na minha vida logo cedo mas em forma de rebuçado. Os rebuçados de funcho são uma iguaria regional muito apreciada, fazem bem à garganta e à tosse e são bons que se fartam.

O bolbo do funcho veio mais tarde mas veio para ficar. Adoro a textura crocante e o sabor a anis.

Como fiz a salada:

Cortei os caules e retirei a primeira camada de pele ao bolbo. Laminei na man…

Feliz ano novo Chinês!

A astronomia e a astrologia exercem em mim um grande fascínio. Uma ciência concreta e outra dedicada apenas à parte "espiritual. Não ligando ao horóscopo ligo muito aos signos e às suas características e, acreditem ou não, identifico-me plenamente com o meu signo do zodíaco - gémeos e o chinês -cabra.
Hoje tem início o ano novo Chinês: o ano do cão terra, um ano caracterizado pelo apelo ao rigor, à responsabilidade, à disciplina, ao trabalho árduo e à retidão de caráter.

Pelo que li é um ano mais honesto e as pessoas serão mais leais umas com as outras (características de um cão) e de consolidação de projetos.

Não estou a fazer previsões mas a cabra terá um ano desafiante sendo que sei e que sinto que será um ano de muita: “Reavaliação, de evitar comportamentos temperamentais, tentar ter a mente aberta, usar e abusar da flexibilidade e da atitude positiva”.

Vamos ver!

Se têm curiosidade sobre este assunto espreitem este artigo da SapoLifestyle da autoria de Suzana Mendes de onde…

Nada bate a satisfação de cozinhar para os amigos

Íamos ter amigos em casa para o jantar. Estes amigos estão noutro país e quando vêm a casa é sempre motivo de festa e diga-se a bem da verdade, acabamos por caprichar e ter vontade de fazer coisas boas e diferentes. Ninguém é de cerimónia mas são todos do coração o que vai ao encontro de todo este parágrafo.😉😊

De manhã perguntei aos meus filhos o que queriam fazer para os amigos. O Manuel respondeu logo: pizza! Ao que tive de lhe responder de volta: não é para ti é para os amigos. O Vasco que é mais dado às artes culinárias, lembrou-se de um programa que vimos da Filipa Gomes onde esta fazia uns queques de carne com um ovo surpresa e disse-me: mãe podíamos fazer aquela comida com ketchup e ovinhos de corloniz (sim leva ketchup e ovos de codorniz).

Fiquei contente com a sugestão e disse que ia tratar de arranjar todos os ingredientes para fazermos ao jantar.

Chegamos a casa cedo e ainda faltava para a hora do jantar mas o rapaz estava impaciente para começar a cozinhar. Vou já avisa…

Um tabuleiro, dois ingredientes, um forno, uma salada

Tenho para mim que a simplicidade e bons ingredientes fazem maravilhas. Não é só na comida, sinto isso na música, na arte, nas roupas, nas amizades e nas relações mais profundas e douradoras.
Foi assim que foi feita esta salada de cebola e pimentos assados. Bons ingredientes e boas combinações. Estive fora da ilha nestes dias de Carnaval e fiquem a saber que foram muito bons. Tive tempo para estar com amigos, família e passear muito.
Tive tempo também para andar a pesquisar novos ingredientes e novos produtos e trouxe comigo alguns. Depois vou falar sobre isso.
Como sabem, se não sabem ficam a saber, eu tenho um crush por cebola e encontrei estas cebolas novas com um ar tão fresco que vieram comigo.
A cebola nova é mais tenra e mais doce sendo que, para mim, é uma pena usá-la em refogados ou pratos que não possamos sentir o seu sabor. Resolvi assá-la e comer como acompanhamento em forma de salada. Os pimentos vieram dar um toque de cor e também de contraste. Vejam como é fácil fazer…

Não foi o Carnaval que mudou, fui eu.

Oi gentiii, tudo legal? E como é? Vamos curtir esse Carnaval?

Até me arrepio e fico com vontade de desligar as luzes de casa para se pensar que não está lá ninguém. Mas nem sempre foi assim, eu já gostei e diverti-me muito no Carnaval, o que se passou então? Não sei bem explicar foi sendo um desmame gradual e sem dor.

Ora comecemos pela minha meninice. Claro que adorava o Carnaval. Não havia cá lojas com disfarces para crianças, a minha mãe comprava a Burda e mais ou menos de acordo chegávamos ao disfarce a vestir nesse Carnaval.

(Parentese: a minha mãe adora estas coisas e tinha sempre uma ideia pré-definida do que queria que eu e o meu irmão usássemos. Éramos, quase sempre os mais originais, mas de princesa acho que fui só uma vez e o fato que o meu irmão teve de automobilista usou até ficar com os tornozelos à mostra!)

Era um dia giro onde podia usar maquilhagem e roupa diferente. Na escola, não havia Carnaval durante uma semana, nada de dia do chapéu, nem do penteado, nem do aces…