Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Batata doce recheada

Boa tarde meus queridos, tudo bem por aí? Espero bem que sim. Por este lado vai tudo andando pois tenho tido gripes e viroses à porta. Este verão prolongado está a deixar mazelas que não estava a contar. Vamos lá dar tempo ao tempo e esperar que tudo se recomponha por si só.

Adiante que pelo que sei agora já ninguém tem pachorra para perder tempo a ler blogues e eu mesmo sendo idosa sou uma pessoa modernaça. Maçar-vos é o que menos quero e por isso vamos assim secos para a receita.

Batata doce recheada com carne picada

Assem uma batata doce por pessoa, sejam razoáveis no tamanho da batata.

Entretanto prepararem um refogado básico:

- 4 dentes de alho
- talos de coentros
- carne de vaca picada (600gr foi a quantidade)
- 100 ml de tomate frito
- azeite
-sal
- pimenta preta

Refoguei o alho e os talos, coloquei a carne, deixei fritar, acrescentei os temperos e depois juntei o tomate triturado. Cozinhou por 7 minutos.

Entretanto fiz um pickle rápido de pepino – laminei na mandolina e coloqu…
Mensagens recentes

Começar o ano com boas sugestões

Caríssimas e caríssimos meus queridos, como vai tudo por aí? Esse 2020 começou com o pé direito? Espero bem que sim!

Feliz ano novo para vocês e que aqueles votos que se dizem, em modo automático, sejam e façam sentido para todos vós. Eu cá, como sou uma pessoa a ir para o idoso, quero saúde e força nas canetas que o resto lá se arranja.

Este ano, como todos os outros, começo com alguns planos ou projetos que ao longo do ano terão desenvolvimento. Costumo dizer que janeiro é o meu mês mais criativo, mas, verdade seja dita, ainda não iniciei esse processo. (hahahah, não vos disse que estava idosa?)

Adiante, e falando de coisas boas: comida!

Outra não novidade para vocês é que gosto de cozinhar, mas mais que isso, gosto de comer. E comer bem é um prazer sem fim.

O Plano D fez obras na sua loja, tanto no espaço de mercearia como na parte da restauração e… está espetacular! Tudo em modo bom. Desde a estética do espaço como a comida: está um regalo para os olhos e para o paladar.

O restau…

Mafalda Freitas - Madeira Viva (Ep.20)

O Natal está próximo e daí os dias de cozinha intensa estão a chegar. Contudo esta sugestão de doce de frutos vermelhos vem ajudar a manter a calma e a rapidez nos dias da Festa. Espero que gostem.

Feliz Natal!

Mafalda

Mafalda Freitas - Madeira Viva (Ep.19)

Não está calor nem frio, o outono é cada vez mais ameno e daí termos de pensar a nossa comida de acordo com estas alterações. Neste episódio sugiro-vos uma salada morna ou tépida onde misturei os sabores do verão com os mais reconfortantes do outono. Espero que gostem!
Aqui está ela! E o melhor é quando nada fica! Mafalda

Hoje é dia de festa, canta a minha alma - 2 anos!

Este pequeno grande espaço (a meu ver claro) está hoje de parabéns. São dois anos desde o nascimento do Mafabulouscook e muito orgulho tenho neste menino.

Umas vezes mais ativo outras nem tanto pois é assim que a sua “dona” vai levando a sua vida. Este blogue é um espaço meu, onde me sinto livre de escrever e publicar o que me vai na alma com pouco filtro e sempre de coração.

Hoje, em dia de festa, deixo-vos não uma, mas sim duas receitas para que possam sentir, em vossas casas, um pouco desta celebração.

Obrigada por continuarem desse lado!💓

Então vamos lá saber o que vos tenho para apresentar!

Nada mais nada menos que um esparguete com camarão, alho e malagueta e cabeças de gambas fritas com especiarias.

Comecei por descascar meio quilo de camarão que já estava cozido. Guardei as cabeças e deitei fora a pele e as patas. Reservei.

Cozinhei o esparguete conforme as indicações da embalagem, ou seja, entre 8 a 10 minutos para ficar “al dente”.

Entretanto no wook salteei o alho (5 …

Mafalda Freitas - Madeira Viva (Ep.14)

No Outono um dos ingredientes de eleição é o cogumelo. Neste episódio vou dar-vos duas sugestões de como os usar de forma simples e saborosa. Vamos ter cogumelos salteados com ervas e limão e também um creme de coco e cogumelos.

Vejam o vídeo aqui!

Pudim de semilha

Este regionalismo muito característico de antigamente não é nada mais nada menos do que puré de batata. Ouvia este termo da boca da minha avó e sempre que havia pudim de semilha era alegria garantida. Pois meus queridos, hoje não vem receita de sobremesa 😉


Existem várias recitas e várias formas de fazer o puré de batata, umas mais calóricas que outras, mais cremosas, mais grumosas, aqui o segredo é agradar a quem vai comer.

O meu não leva natas nem manteiga de vaca, mas antes de vos dizer como o fiz vou explicar porque é que o fiz.

Esta semana a minha casa foi brindada com viroses, nada de muito grave, mas daquelas que metem vómitos e febre. Nestes casos a vontade de comer é mínima e eu não costumo insistir com comida. Apenas água, muito mimo e banhos tépidos.

Contudo, uma vez tive uma gastroenterite daquelas que chegam a dentro de tal forma que fui ao médico. Quem me consultou foi o Dr. Ian que não me lembro do sobrenome e que infelizmente já não está entre nós. Este disse-me o s…