Avançar para o conteúdo principal

Por a comida na mesa | Sopas e refeições ligeiras

Vamos continuar na programação das refeições da semana desta vez com as sopas e as refeições ligeiras. Aqui já se começa a misturar o almoço e/ou o jantar ou parte deles.

A organização e planeamento vão funcionar de forma muito eficaz para conseguirmos ter as refeições prontas a tempo e horas. A azáfama diária, as multitarefas com os filhos, ou mesmo com uma vida profissional agitada tiram-nos a energia necessária para termos ideias fantásticas quando chega a hora de cozinhar. Assim sendo, se tivermos tudo à mão fica, sem dívida nenhuma, muito mais fácil.

Vamos começar então com as sopas.

São nutritivas, alimentam, ajudam a saciar e se prontas bastam uns minutos para as aquecer. Eu costumo fazer a sopa para dois dias de refeições para não me cansar daquele sabor e fazer com que o comer a sopa não seja um castigo. A semana toda a mesma sopa é capaz de cansar, concordam?
Na minha casa o puré é o mais consensual, mas se preferirem não triturar é uma mais-valia. A mastigação ajuda no processo de saciedade. Podem também por optar por triturar uma parte e acrescentar, por exemplo o agrião, ou os espinafres e ficam com mais uma opção.

Receitas:

Creme de abóbora amarela com cenoura cor de laranja

 http://www.mafabulouscook.pt/2018/01/creme-de-abobora-amarela-com-cenoura.html

Gaspacho Ibérico

http://www.mafabulouscook.pt/2017/11/gaspacho-iberico.html

Creme de curgetes e couve-flor 

Puré de abacate e lima

Creme de cenoura com curgete e manjericão


Caldinho de noodles e cogumelos

https://www.instagram.com/p/BOkjrsbjX5U/?taken-by=mafabulouscook


Creme de couve-flor com beterraba, a sopa Juliana e uma sopa de tomate e cebola

https://www.youtube.com/watch?v=FwSm5yoQq8Q&t=80s

Refeições ligeiras

Aqui na Madeira e nas regiões fora de Lisboa torna-se mais fácil ir almoçar a casa. Este tipo de refeição pode ser útil para levar para o trabalho ou então para os almoços em casa onde o tempo está contado.

Associadas a um prato de sopa as refeições ligeiras fazem uma boa e composta refeição.

Receitas:

Arroz integral salteado com muita cor
http://www.mafabulouscook.pt/2018/02/arroz-integral-salteado-com-muita-cor.html

Pode ser com arroz de outra qualidade. É uma ótima forma de aproveitar sobras de arroz dando um toque diferente e tornando-o numa refeição completa.

Húmus com cebolinho
http://www.mafabulouscook.pt/2018/01/humus-com-cebolinho.html

Ótimo e prático e pode-se levar como marmita de forma segura, ou seja, não transborda se bem acomodado e tapado. Aconselho a comer com tiras de cenoura ou outro vegetal que gostem de comer cru. Se preferirem, barrem o húmus numas bolachas “salgadas” ou mesmo em fatias de pão.

Vegetais assados

Podem-se fazer fornadas de vegetais assados. Versatilidade é a palavra de ordem. Conservam-se bem no frio e com um bife ou filete de carne ou peixe têm uma refeição saborosa. Vejam estas duas versões.
http://www.mafabulouscook.pt/2017/11/da-horta-para-mesa-passando-pelo-forno.html
http://www.mafabulouscook.pt/2018/03/ainda-se-lembra-do-azeite-de-hortela.html

Noodles com curgete, tomate cereja e salsa

http://www.mafabulouscook.pt/2018/01/5-minutos-com-3-ingredientes.html
Os noodles tal como o cuscuz são ingredientes fantásticos para ter em casa. Fazem refeições rápidas e saborosas.

Noodles com salmão e tomate

Cuscuz com frango

Cuscuz com gambas

Cuscuz: opção vegetariana, outra com proteína animal e ainda uma outra sugestão surpresa.
 https://www.youtube.com/watch?v=SLAHAj-OX1w&t=8s


Queijo Frito

Não é lá muito light mas é lá muito bom!
http://www.mafabulouscook.pt/2017/12/queijo-frito.html

Antes de terminar vou repetir o que disse quando falei do pequeno-almoço:

 “As sugestões aqui apresentadas são para serem usadas na dose certa. Não vão cozinhar coisas que não gostam, nem muito menos traçarem um plano rígido que não haja espaço para um desejo do dia ou mesmo uma refeição no vosso restaurante preferido. Cozinhar, estar na cozinha, comer, é um prazer e se assim o for tudo será mais fluído.

Outras sugestões:

- As doses de fruta, vegetais e ervas entram com destaque na vossa lista de compras. Pode-se dar atenção às promoções e também aos produtos de época.

- As especiarias como os orégãos secos, a paprica fumada, o colorau, o louro, caril, cominhos, entre outros ajudam a dar outro “toque” aos vossos pratos.

- Os frutos secos podem ser usados à vossa vontade tal como as sementes.
- Ter a despensa bem recheada (ver o artigo da despensa).

- Procurem cozinhar com mais quantidade na refeição que têm mais tempo disponível. Assim ficam com almoço ou jantar já pronto para a próxima refeição.

- Não tem mal nenhum comer comida aquecida. A minha dica é ter sempre alguma coisa feita na hora, por exemplo, uma salada.

- Guardar a comida, mesmo que seja só uma batata pode ajudar na refeição seguinte. E no dia que tiverem muitas sobras fazem uma refeição disso mesmo.

Releiam:

Como organizar a sua semana: De 30 a 120 minutos
e
Planeamento feito, vamos partir para a organização dadespensa para terem uma semana mais tranquila.
e
Despensa arrumada vamos tratar dos frescos 
e
Por a comida na mesa | pequeno-almoço 

Bons cozinhados!
Mafalda

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Vou vender o “meu” pólinho

Sendo uma pessoa que se liberta bem daquilo que não precisa, existem duas coisas que me fazem confusão mudar: a casa e o carro. Talvez por serem bens mais caros e de certa forma mais permanentes e que por isso mesmo estão associados a memórias, vivências e experiências.

Este Volkswagen Polo 1.2 como a marca o chama é o “meu pólinho” do qual pretendo me separar. Como toda a separação sei que é para melhor mas tem o seu momento de luto.

Ora vejamos, este é o meu segundo carro. O primeiro foi um Smart for Two que tive de vender porque engravidei do Vasco e precisava de mais espaço. Como podem ver sou uma mulher de relações duradoras.

Não foi amor à primeira vista porque estava muito apegada ao Smart e custou-me deixá-lo ir. Todavia aos poucos deixo-o entrar na minha vida e aproveitei todas as vantagens que este carro me trouxe. É um carro fácil de conduzir, de estacionar e muito económico (é a gasolina 95). Sairá das minhas mãos muito estimado e tratado com muito carinho.

Assim sendo, está c…

A minha Mãe faz anos mas não gosta que se diga

Então não vou dizer!

A minha mãe, que toda gente sempre julgou ser minha irmã ou minha amiga, faz anos hoje. Tenho a sorte de ser filha de uma mãe jovem; com isso hei-de usufruir da sua companhia por muitos e muitos anos.

Entra hoje numa década que, não há muito tempo, dar-lhe-ia o ‘estatuto’ de velhinha, sentenciada ao facto de que a vida já tinha lhe dado o que tinha que dar. Nada mais errado: é uma mulher ativa, viajada, uma craque nas futeboladas com os netos e, acima de tudo, capaz de pôr tudo a mexer sem que dêmos conta.

Tem um jeito natural para as artes e é a pessoa mais arrumada e organizada que conheço.

Era a grande organizadora das minhas festas de aniversário. Todos os anos se esmerava em me dar e fazer coisas bonitas.

A minha mãe era a minha aliada na adolescência, pondo muitas vezes à sua responsabilidade as minhas saídas mais tardias.

Ficou feliz e preocupada nos meus partos e acredito que tenha sofrido horrores até alguém lhe dizer que estava tudo bem.

Já rimos, já ch…

Douradinhos de fazer inveja ao Capitão Iglo

Antes de 1993, ano que foi lançado o anúncio televisivo dos Douradinhos do Capitão Iglo, onde este oferecia o seu tesouro a uma tribo de índios, toda a gente comia peixe panado. A verdade é que a campanha pegou e o nome douradinhos também. De certa forma, foi a maneira de as crianças comerem peixe sem que fosse um drama.

Felizmente, as coisas mudaram e comer peixe deixou de ser um problema, ainda que quando ele aparece no prato os miúdos fiquem a olhar para mim com um ar desolado. Paciência que é bom e faz bem!

Eles gostam de douradinhos por isso decidi fazê-los à minha maneira.

Como já referi, os douradinhos são peixe panado. Ao fazê-los em casa, garantimos que não levam conservantes e sabemos exatamente quais os ingredientes que vamos ingerir.

Para 4 pessoas usei:
500 gr de filetes de pescada
2 ovos
100 gr de panko (pão ralado japonês)
50 gr de queijo parmesão
15 gr de coentros frescos

Como fiz:
Pré-aqueci o forno a 200º

Forrei um tabuleiro com uma folha de papel vegetal

Cortei o p…